O cais parado

17 set • Caso do Dia2 comentários em O cais parado

Fernndo-Albrecht-fala-do-atraso-dos-gaúchos-em-relação-às-obras-de-revitalização-do-cais-do-Porto-em-seu-blog

A maior caveira de burro do mundo está enterrada no Cais do Porto da Capital gaúcha. Haverá audiência pública hoje para ver se se removem obstáculos. Há anos que a novela se arrasta. Grupos contrários ao projeto são em grande parte os responsáveis pelo atraso. Êta nóis!

Esqueçam o Centro de Porto Alegre brilhando novamente caso a Revitalização do Cais Mauá não se efetive. A classe média foi expulsa do Centro a partir do início dos anos 1990. O novo Cais poderá mudar as coisas e, no arrasto, dar condições para “povoar” a área central novamente.

Artigos Relacionados

2 Responses to O cais parado

  1. nanico disse:

    Fernando: há muito tempo que não só o cais está parado.Porto Alegre,o Rio Grande, todo tem caveira de burro enterrada.
    Meu velho amigo Paulo Brossard dizia que tinhamos mentalidade bovina no Rio Grande.
    Tinha razão.Estamos cada vez mais nos afastando do progresso em nome de uma memória intransigente do passado de
    teimosia.(Glórias?)
    Parece que existe uma canga e uns grupelhos de idiotas saudosistas que não podem desembarcar de uma saudade de GLÓRIAS? passadas.
    E enquanto isso o baixo clero do norte e nordeste graças ao Golberi que mudou a proporcionalidade da câmara e senado
    tomam conta do Brasil.
    Nunca mais conseguiremos alguma coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »