A era do pêndulo inquieto

15 dez • Caso do DiaNenhum comentário em A era do pêndulo inquieto

Engraçado este país. Alguns números da economia mostram reação em indicadores cruciais como o nascimento de novas empresas, 1,55 milhão na nova safra, segundo a Serasa, maioria individuais, acrescenta meu amigo Carlos Brickman, no seu blog. Mas o desemprego está lá em cima. A inflação cai de verdade, é indiscutível. Mas a sensação de inflação alta persiste e a popularidade de Michel Temer está quase no último furo do rabicho.

O cenário político está bizarro, e não só pelas delações premiadas. Operadores de Direito acham que o Judiciário está indo além da conta, sugerem até que vivemos a ditadura das vestes talares. É o pêndulo, meu irmão, primeiro vai para um extremo e na volta vai quase para o outro extremo e assim por diante até ficar quieto no meio.

O problema é que não existe quietude no Brasil.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »