Pelas barbas de Fidel!

27 fev • A Vida como ela foiNenhum comentário em Pelas barbas de Fidel!

“…a rapariga virou-se de costas para o moribundo”

Um grupo de cubanos resolveu arriscar a sorte e se mandar para Miami. Improvisaram um barco e se mandaram. O mais velho sofre um ataque cardíaco e pede, como último desejo, uma bandeira para se despedir da sua querida Cuba. Os outros refugiados começam a procurar em bolsas, sacolas e em todos os lugares onde pudesse estar guardada uma bandeira de Cuba. Depois de algum tempo, deram-se conta de que não havia nenhuma bandeira de Cuba no barco. Nisto, uma linda jovem de vinte anos, vendo o sofrimento do velho, disse que tinha tatuado na bunda a bandeira de Cuba e ofereceu-se para ajudar. A rapariga virou-se de costas para o moribundo, baixou as calças e mostrou a bunda com a bandeira tatuada. O velho agarrou a moça com força e beijou a bandeira, emocionado, enquanto gritava: – Mi querida Cuba, me despido con recuerdos, mi vieja Havana, mi Linda tierra! O velho continuou com beijos e mais beijos na bandeira, até que, em lágrimas, disse à moça: – Ahora vira de frente, que quiero despedirme de Fidel.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »