Faroeste sem xerife I

4 nov • NotasNenhum comentário em Faroeste sem xerife I

  Primeiro chega o faroeste, depois vem o xerife. A frase é atribuída ao então ministro Delfim Neto, no início dos anos 1970. Anos mais tarde, li que Delfim negou que a tenha dito, mas olha que ela foi proferida na presença de gente por ocasião da inauguração do novo pregão da Bovespa, em 1972. Eu estava lá.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »