O cozinheiro

17 nov • A Vida como ela foiNenhum comentário em O cozinheiro

 O Parque Gaúcho de Gramado completou seis anos de atividades. Entre outras atividades dirigidas a escolares e comunidade, a equipe do parque preparou carreteiro de charque tradicional e uma paella campeira cozida em “lenha de vaca”, além de mate gaúcho e sucos de guabiroba e butiá.

 O amável leitor sabe o que é guabiroba, já comeu essa fruta com sabor estranho (no sentido espanhol) ou bebeu seu suco? É uma das frutas da minha infância. Já suco de butiá nunca bebi, já bebi infusão de butiá na cachaça. Tantas frutas que comemos, e tantas que já estão extintas. Vocês já ouviram falar em hansperle? Perle em alemão é pérola. Era uma frutinha abundante nos morros de São Vendelino, nunca mais a achei.

 Amora doce e boa é a silvestre. Essas de caixinha, cultivadas, são amargas. Cabem bem misturadas com creme de baunilha. Mas não havia coisa mais deliciosa e reconfortante que subir em uma amoreira com caneca e enchê-la de amoras. Você saía mais manchado que reputação de político.

 Mas preste atenção: o que essa foto não tem? Um político metido a besta com uma colher de pau fingindo que ele é o cozinheiro. Já recebi tantas fotos com essa falsidade ao longo dos anos pedindo publicação na página 3 do JC que nem respondo mais, deleto direto. Uma outra foto que me dá ânsia de vômito é foto de autoridade e deputado embaixo do quadro de Getúlio Vargas na sala da presidência da Assembleia Legislativa gaúcha seguido do texto “sob o olhar vigilante de Getúlio Vargas…”

 Felizmente, pararam de mandar. Ou melhor, mandam, mas pressinto e não abro. De vomitada em vomitada, eu acabaria anoréxico feito essas mulheres-cabide que são conhecidas como modelos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »