A visita do fiscal

1 set • Sem categoriaNenhum comentário em A visita do fiscal

 Há muitos anos, em uma galáxia muito distante, havia um fiscal municipal que gastou seus dentes de tanto morder os contribuintes. Era no tempo em que eles não eram especializados em um setor, alimentos, obras ou qualquer outro ramo, eles tinham poder para atuar em qualquer atividade econômica, pessoa física e jurídica.

 Um dia, ele se viu mais pelado e pobre que rato de igreja. Talão de multas no bolso do paletó, deu uma geral em um bairro nobre, para transformar alguma irregularidade em dinheiro vivo. Não demorou e viu um monte de caliça na calçada defronte a uma mansão. Sacou seu ganha-pão e apertou a campainha. Segundos depois, assomou à porta de cedro uma simpática senhora de meia idade.

 – Pois não?

 – Seu marido está em casa? Preciso notificá-lo por uma irregularidade. Essa caliça, que deve ser de alguma obra na sua casa, infringe o Código de Posturas.

 Pegou o talão e a Bic, que ficou de prontidão.

 – Ah, mas ele está no serviço!

 O fiel servidor a cortou.

 – Não vem ao caso, dona. Se ele não está, vou lhe entregar a notificação, a não ser que…

 Deixou flutuando no ar o óbvio. Se a simpática senhora entendeu não acusou o golpe.

 – Se o senhor fiscal acha que devo ser multada, multe. Aliás, o meu marido é colega do senhor na Prefeitura.

 A caneta Bic estremeceu e vacilou.

 – Ah é? E em qual setor ele trabalha?

 – Ele é o prefeito.

 A Bic broxou.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »