Berço esplêndido ou coma profundo?

28 jul • Caso do DiaNenhum comentário em Berço esplêndido ou coma profundo?

 Algumas coisas explicam bem por que este país não dá certo. Consideremos dois acontecimentos recentes, a liminar que um juiz federal concedeu suspendendo o aumento do PIS/Cofins nos combustíveis, e a possibilidade de Lula concorrer em 2018, mesmo se for condenado em segunda instância. No aumento dos combustíveis, de um lado juristas sustentavam que precisaria de noventena para aplicar a alta e, de outro, juristas também de renome sustentavam que não precisava dos 90 dias.

 No caso de Lula, há dois entendimentos. Para alguns juristas, Lula não pode mesmo concorrer se vier a segunda condenação; para outros advogados de nomeada, há uma brecha que permite sim que ele dispute a presidência da República.

 Não é possível dormir com um barulho desses. Tudo neste país, toda a legislação antiga ou recente nunca é bem acabada. Ou não prevê isso ou aquilo, ou há uma lei maior que a ofusca, mas há controvérsias, ou o diploma legal não foi regulamentado ou existem dúvidas quanto sua entrada em vigor. Parecemos ondas de praia sucessivamente quebrando na areia, mas logo atrás vem dezenas de outras. Sem falar que a parte reclamante dispõe de dúzias de recursos que permitem empurrar o assunto com a barriga até o Cristo Corcovado ganhar vida e cantar hip-hop.

 Como nada é bem feito, nunca conseguimos sair do coma profundo. Esplêndido.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »